Baricitinibe: o primeiro medicamento aprovado para tratamento da covid-19 no SUS
Divulgação: Unsplash

Baricitinibe: o primeiro medicamento aprovado para tratamento da covid-19 no SUS

Segundo portaria publicada no Diário Oficial no dia 1º de abril, o baricitinibe, remédio já aprovado pela Anvisa, e usado em casos de artrite reumatoide e dermatite atópica, foi aprovado e incorporado no Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de tratar pacientes adultos hospitalizados necessitados de oxigênio por máscara ou cateter nasal.

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre residência médica e revalidação de diplomas, além de materiais de estudo gratuitos e informações relevantes do mundo da Medicina.

O que já se sabe sobre o Baricitinibe

Esse medicamento já havia sido aprovado pela Anvisa para os casos graves do Coronavírus, porém foi feito mais uma análise pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), assim como uma consulta pública, para liberar o medicamento em outros casos. 

O resultado da análise assim como dos estudos foi que o uso do medicamento poderá ajudar para uma redução significativa de mortes pelo novo coronavírus em picantes já hospitalizados e que necessitam de oxigênio.

O baricitinibe é um medicamento que age no sistema imunológico, regulando o processo de inflação do corpo humano. Ele acaba inibindo as enzimas Janus quinase, atuantes na ativação da inflamação nas células do sistema imune. Ou seja, ao ter o controle da inflação é possível  reverter o agravamento da doença, reduzindo a necessidade de ventilação artificial.

Gostou desse conteúdo, futuro residente e revalidando? Para receber mais conteúdos assim, continue acessando o Portal do Estratégia MED!

Coruja VIP

Confira:

Você pode gostar também