Angioplastia Coronária: O que é, como é feita e muito mais!

Angioplastia Coronária: O que é, como é feita e muito mais!

Quer saber o que é e como é feita a angioplastia coronária? O Estratégia MED separou as principais informações sobre o assunto para você. 

O que é angioplastia coronária?

A angioplastia coronária, também  chamada de intervenção coronariana percutânea, utiliza um balão, com ou sem colocação de stent, para realizar a revascularização do miocárdio isquemiado por obstrução coronariana

Angioplastia Coronária

Indicações da angioplastia coronária

A angioplastia coronária pode ser indicada  no combate da doença coronariana crônica,  em que a obstrução corresponde a mais de 70% da luz de vaso que irrigue uma área significativa de miocárdio viável. 

Além disso, o procedimento deve ser realizado naqueles que apresentam síndrome coronariana aguda sem supradesnivelamento do segmento ST. Os pacientes estratificados com risco alto ou intermediário devem ser encaminhados à angioplastia coronária no prazo de 12h a 72h.

Nos casos em que a revascularização deve ser realizada como procedimento de emergência, como na síndrome coronariana aguda, a angioplastia é o principal tratamento. Se realizada em até 90 minutos do diagnóstico, essa técnica apresenta melhor prognóstico que a utilização de fibrinólise. 

Como é feita a angioplastia coronária?

Com a utilização de um cateter-balão, punciona-se a artéria femoral ou a radial e direciona-se o cateter para a artéria coronária obstruída, identificada no cateterismo diagnóstico. 

Ao chegar no ponto de obstrução, o balão é lentamente expandido, com o objetivo de comprimir a placa de obstrução contra a parede do vaso. Dado o risco de novas obstruções, atualmente realiza-se a colocação de próteses, como o stent convencional ou o stent farmacológico, a fim de evitar novas isquemias daquele segmento e, consequentemente, a necessidade de nova revascularização. 

Estetoscópio - angioplastia

Quais são os riscos da angioplastia?

Atualmente, a angioplastia coronária é um procedimento de baixo risco, entretanto, é possível que haja algumas complicações, tais como:

  1. Complicações vasculares, que podem ocorrer no local da punção, como sangramentos e ruptura do vaso durante a expansão do balão;
  2. Arritmias cardíacas;
  3. Movimentação de trombos que estejam no trajeto do cateter, os quais podem causar complicações tromboembólicas, como infarto agudo do miocárdio ou acidente vascular encefálico;
  4. Reestenose no local de desobstrução;
  5. Óbito, em 0,5% dos casos.

Quanto tempo dura a angioplastia?

A duração da angioplastia coronária pode variar de 40 minutos a 2 horas. O tempo necessário para a realização desse procedimento varia de acordo com a  complexidade do caso e número de obstruções envolvidas. 

Quais as diferenças entre o cateterismo e angioplastia coronária?

O cateterismo cardíaco, ou cineangiocoronariografia, tem finalidade diagnóstica. É o exame padrão-ouro para avaliação da anatomia coronariana. 

A realização do cateterismo é indicada em casos de  síndrome coronariana aguda, angina estável em paciente de alto risco e outros de menor relevância na prática clínica

O cateterismo também é feito por punção de artéria, que pode ser a braquial, atualmente em desuso, a radial ou a femoral.

Assim, nota-se que apesar da similaridade do processo de realização, há diferença significativa do objetivo de ambos os procedimentos, já que a angioplastia coronária é feita com o objetivo de tratar a obstrução coronária, ao passo que o cateterismo cardíaco objetiva o seu diagnóstico. 

Gostou do conteúdo que o Estratégia MED trouxe para você? Então acompanhe o blog e as nossas redes sociais! Além disso, não deixe de conferir o nosso Banco de Questões MED em nosso site. Clique no banner abaixo e descubra! 

Você pode gostar também