Resumo de estetoscópio: componentes, indicações de uso e mais! 

Resumo de estetoscópio: componentes, indicações de uso e mais! 

O estetoscópio clássico é uma ferramenta para a ausculta utilizada durante o exame físico no paciente. É fundamental em quase todas as especialidades e pode orientar condutas salvadoras de vida em contextos de emergência. Veremos agora os conceitos básicos sobre este instrumento. 

Estrutura do estetoscópio

O estetoscópio é formado por um cilindro fechado que transmite as ondas sonoras de sua fonte e ao longo de sua coluna até o ouvido. Os componentes básicos  incluem dois fones de ouvido (olivas) adaptados para o canal auditivo do examinador, conectados a tubos de borracha e uma porção distal, que entra em contato com o paciente, composta pela diafragma ( disco de plástico) e/ou uma campânula (corpo oco). 

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre residência médica e revalidação de diplomas, além de materiais de estudo gratuitos e informações relevantes do mundo da Medicina.

Crédito: Wikipedia

#Ponto importante: O diafragma acentua os sons de alta frequência (agudos), enquanto a campânula transmite sons de baixa frequência (graves). 

Tipos de estetoscópio  

Atualmente, estão disponíveis para comercialização principalmente estetoscópios acústicos (tradicionais) e os eletrônicos. Não há evidências sobre superioridade na acurácia de dispositivos eletrônicos sobre os acústicos tradicionais, mas são robustamente mais caros. 

Os dispositivos auscultatórios eletrônicos utilizam processamento de sinal digital baseado em sensor acústico avançado e, a depender da tecnologia disposta neles, possibilita ampliação do volume, frequência e aprimoramento dos sons auscultados, até mesmo gravação dos sons e transmissão para outros dispositivos. 

Sistemas avaliados pelo estetoscópio

  • Pulmonar: avalia a presença ou ausência de som pulmonar, respiração e sons adventícios, como estertores finos e grossos, sibilos, roncos e estridores. 
  • Cardíaco: Avalia presença, ritmicidade, volume e frequência das bulhas cardíacas e bulhas acessórias, além de avaliar se há sopros ou atrito pericárdico. 
  • Cardiovascular: Ausculta de sons de Korotkoff durante avaliação da pressão arterial e presença de sopros arteriais. 
  • Abdome: Avalia a presença ou ausência de ruídos hidroaéreos, sopros em aorta abdominal ou artérias renais. 

Sons de baixa frequência 

O tons de baixa frequência auscultados pela campanula no estetoscópio são graves, como roncos e estertores pulmonares, os sons de fechamento das válvulas mitral e tricúspide (B1), estalos de abertura, sons de fechamento das válvulas aórtica e pulmonar (B2). 

Sons de alta frequência

São sons agudos, como sibilos pulmonares. No coração, incluem a terceira bulha (B3) que pode ser fisiológica ou patológica, associada ao enchimento ventricular precoce, e a quarta bulha (B4), associada à sístole atrial no final da diástole.

Curso Extensivo Residência Médica

Veja também:

Referências bibliográficas:

Você pode gostar também
Leia mais

SIMULADO: ATUALIZAÇÕES MÉDICAS

O Estratégia MED disponibiliza, gratuitamente, material de estudos e simulado com questões comentadas sobre as principais atualizações médicas