Residência Médica em Anestesiologia: rotina, remuneração, estudos e mais!

Residência Médica em Anestesiologia: rotina, remuneração, estudos e mais!

A anestesiologia é uma das residências mais concorridas. O Estratégia MED te explica o motivo do grande interesse dos médicos em serem anestesistas.

O que é um anestesista?

O anestesista, anestesiologista ou anestesiólogo é o médico especialista responsável por administrar e gerir as anestesias necessárias para realizar alguns procedimentos. Além disso, ele é capacitado para realizar outros procedimentos, como intubação orotraqueal em pacientes com via aérea difícil.

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre residência médica e revalidação de diplomas, além de materiais de estudo gratuitos e informações relevantes do mundo da Medicina.

O que o anestesista faz?

O anestesista tem um grande espectro de atuação: assistência, pesquisa, gestão e ensino. Com o avanço tecnológico na área outras possibilidades surgiram, como a ecocardiografia transesofágica, bloqueios anestésicos realizados com o auxílio de ultrassom ou radioscopia e a simulação de eventos críticos. 

Residência Médica em Anestesiologia 

A residência médica em Anestesiologia é de acesso direto, com três anos de duração, tendo uma das maiores concorrências nos concursos de residência do país. Para a formação prática, o anestesista passa a maior parte do tempo em centro cirúrgico. Em grandes serviços existem centros de simulações que complementam e aperfeiçoam a formação desses especialistas.

A Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) aplica uma prova ao final de cada ano para avaliar a formação dos anestesistas em todo o país. A partir do resultado dessa avaliação, uma lista dos melhores serviços é publicada. Confira o ranking.

Como é a residência em anestesiologia?

A Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) elaborou um programa teórico para médicos em Especialização em Anestesiologia com o objetivo de possibilitar uma formação mais completa e satisfatória dos anestesistas em todo o país. O programa é resumido em 54 pontos, distribuídos em três anos: 

Primeiro Ano

Ponto 1 – Ética Médica e Bioética. Responsabilidade Profissional do Anestesiologista

Ponto 2 – Organização da SBA, Cooperativismo e SUS

Ponto 3 – Risco Profissional do Anestesiologista

Ponto 4 – Avaliação e Preparo Pré-Anestésico

Ponto 5 – Vias Aéreas

Ponto 6 – Posicionamento

Ponto 7 – Equipamentos

Ponto 8 – Sistema Nervoso Central e Autônomo

Ponto 9 – Fisiologia e Farmacologia do Sistema Cardiocirculatório

Ponto 10 – Fisiologia e Farmacologia do Sistema Respiratório

Ponto 11 – Farmacologia Geral

Ponto 12 – Farmacologia dos Anestésicos Venosos

Ponto 13 – Farmacologia dos Anestésicos Inalatórios

Ponto 14 – Farmacologia dos Anestésicos Locais

Ponto 15 – Transmissão e Bloqueio Neuromuscular

Ponto 16 – Parada Cardíaca e Reanimação

Ponto 17 – Bloqueios Subaracnóideo e Peridural

Ponto 18 – Complicações da Anestesia

Ponto 19 – Recuperação Pós-anestésica

Segundo Ano

Ponto 20 – Metodologia Científica

Ponto 21 – Monitorização

Ponto 22 – Sistemas de Administração de Anestesia Inalatória

Ponto 23 – Anestesia Inalatória

Ponto 24 – Anestesia Venosa

Ponto 25 – Bloqueios Periféricos

Ponto 26 – Equilíbrio Hidroeletrolítico e Ácido Básico

Ponto 27 – Reposição Volêmica e Transfusão

Ponto 28 – Hemostasia e Anticoagulação

Ponto 29 – Fisiologia e Farmacologia do Sistema Urinário

Ponto 30 – Anestesia em Urologia

Ponto 31 – Anestesia em Obstetrícia

Ponto 32 – Anestesia em Ortopedia

Ponto 33 – Anestesia para Cirurgia Abdominal

Ponto 34 – Anestesia para Otorrinolaringologia

Ponto 35 – Anestesia para Oftalmologia

Ponto 36 – Anestesia Ambulatorial

Terceiro Ano

Ponto 37 – Anestesia e Sistema Endócrino

Ponto 38 – Anestesia em Urgências e no Trauma

Ponto 39 – Anestesia para Cirurgia Plástica

Ponto 40 – Anestesia Bucomaxilofacial e para Odontologia

Ponto 41 – Anestesia para Cirurgia Torácica

Ponto 42 – Anestesia e Sistema Cardiovascular

Ponto 43 – Anestesia para Neurocirurgia

Ponto 44 – Hipotermia e Hipotensão Arterial Induzida

Ponto 45 – Choque

Ponto 46 – Anestesia em Geriatria

Ponto 47 – Anestesia em Pediatria

Ponto 48 – Anestesia para Transplantes

Ponto 49 – Anestesia para Procedimentos Fora do Centro Cirúrgico

Ponto 50 – Dor Aguda e Inflamação

Ponto 51 – Dor Crônica

Ponto 52 – Suporte Ventilatório

Ponto 53 – Qualidade e Segurança em Anestesia

Ponto 54 – Gerenciamento do Centro Cirúrgico

É possível consultar a versão expandida do Programa Teórico para Médicos em Especialização em Anestesiologia da SBA. 

Quanto ganha um anestesista?

Quanto ganha um anestesista?

Atualmente existem 21 mil anestesistas registrados na SBA. Esses profissionais têm a possibilidade de trabalhar de forma autônoma ou alocados em uma cooperativa. Além disso, o tipo de serviço hospitalar pode ser público ou privado. Essas condições variam de acordo com o grau de complexidade e forma de contratação. 

O salário de um anestesista pode sofrer alterações, a depender do tempo empregado no exercício da profissão, na forma de contratação, concursado ou prestador de serviço. Somado a isso, o déficit desses profissionais no país, principalmente fora dos grandes centros, faz com que essa especialidade tenha uma das melhores remunerações, podendo variar de R$ 11.416,00 a R$ 30.939,00, segundo o site Vagas. 

Se você tem o objetivo de ingressar em uma das residências mais concorridas do país, então o Banco de Questões do Estratégia MED é o seu principal aliado. Com ele, você realiza diversas questões e organiza seus estudos da forma que mais combina com você. Se interessou? Saiba mais sobre o BQMED clicando aqui.

Banner portal EMED

Veja também:

Por: Pedro Miranda

Você pode gostar também