Residência Médica em Hematologia e Hemoterapia: rotina, remuneração, estudos e mais!

Residência Médica em Hematologia e Hemoterapia: rotina, remuneração, estudos e mais!

Você quer saber mais sobre o especialista que estuda o sangue e os órgãos que o produzem? Confira tudo sobre o Hematologista e sobre a especialidade de Hematologia e Hemoterapia com o blog do Estratégia MED!

O que é Hematologia e Hemoterapia?

Hematologia é a área da Medicina que estuda o sangue, já a Hemoterapia está relacionada com o emprego terapêutico do sangue. A especialidade estuda, principalmente, os elementos que compõem o sangue, como as hemácias e leucócitos – glóbulos vermelhos e glóbulos brancos – e as plaquetas.

Além disso, a produção do sangue e dos seus elementos constituintes são estudados, bem como órgãos onde eles são produzidos, ou seja, o profissional da área detém vasto conhecimento sobre o funcionamento da medula óssea, dos linfonodos e do baço. A normalidade do sangue e dos órgãos hematopoiéticos são um grande fator de preocupação aos hematologistas, que também estudam e diagnosticam as doenças relacionadas ao sistema sanguíneo.

Ainda por cima, a especialidade de Hematologia e Hemoterapia produz ricas contribuições ao campo científico, pois é uma das que mais estuda a fisiopatologia das doenças, além de ser a responsável pela descoberta de novos medicamentos, tratamentos e diagnósticos.  

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre residência médica e revalidação de diplomas, além de materiais de estudo gratuitos e informações relevantes do mundo da Medicina.

O que o Hematologista faz?

O hematologista é o responsável por tratar as doenças que afetam o sangue, a exemplo das anemias, hemofilias, tromboses e leucemias.

A rotina desse profissional depende muito do local onde trabalha. Porém, as patologias que ficam sob sua responsabilidade são, muitas vezes, graves, algumas de rápida evolução e proliferação no organismo. Por isso, esse médico é extremamente necessário e deve agir rapidamente para iniciar o tratamento do paciente.

Geralmente, é esse o especialista que lida com níveis muito baixos de hemoglobina nos pacientes e intervem o mais rápido possível. Baixos níveis de plaquetopenias importantes, infecções graves e choques sépticos também são frequentes no ambiente hospitalar e é comum que os casos já cheguem ao profissional em níveis críticos.

Já o hemoterapeuta, profissional que possui a mesma formação do hematologista, é o responsável pelos procedimentos e tratamentos com o sangue e seus elementos, estes podem também ser alcançados por meio de hemácias, concentrado de plaquetas, plasma fresco congelado e crioprecipitado.

Áreas de atuação para o Hematologista

O hematologista ou o hemoterapeuta podem trabalhar em diversos locais, como em clínicas, consultórios, hemocentros, hospitais, bancos de sangue, laboratórios de estudo, entre outros.

Os hematologistas podem trabalhar na área clínica ou com rotinas ambulatoriais. Inclusive, é possível que o profissional participe de cirurgias de transplante de medula óssea (TMO), desde que sua especialização seja suficiente para esse procedimento.

Já o hemoterapeuta possui habilidades em gestão de serviços de hemoterapia, por isso, atua aplicando seu conhecimento da legislação que rege a medicina transfusional do Brasil, além de realizar diversos procedimentos cirúrgicos.

Confira as principais áreas que o hematologista costuma atuar:

  • Transplante de Medula Óssea;
  • Citofluorimetria; e
  • Hemostasia (estudo dos distúrbios da coagulação).

Quanto ganha um médico Hematologista?

A média salarial desse profissional é de R$ 4.936,95, correspondente a uma jornada de trabalho de 24 horas semanais, segundo dados do site Salário. Porém, a remuneração do profissional pode variar entre R$ 3.979,91 e o teto salarial de R$ 10.791,55. Inclusive, o salário mensal pode ser ainda maior caso o médico realize plantões, atendimentos particulares ou atue em mais de uma clínica.  

Residência médica em Hematologia e Hemoterapia

Para se tornar um hematologista, é necessário primeiro concluir a graduação em Medicina, realizar o pré-requisito exigido em Clínica Médica, que por si só já dura dois anos, e depois realizar a residência médica em Hematologia e Hemoterapia, que também tem duração de dois anos.

Há também a possibilidade de realizar o pré-requisito em Pediatria, que dura três anos, para o profissional que deseja se especializar em Hematologia e Hemoterapia Pediátrica.

No curso, o conteúdo versa no conhecimento, diagnóstico e tratamento das diversas afecções onco-hematológicas, são algumas delas:

  • Leucemia crônica;
  • Leucemia aguda;
  • Mieloma múltiplo; e
  • Linfomas.

Além disso, o profissional será capacitado para lidar com os efeitos colaterais das patologias e aprender sobre os processos quimioterápicos e de anticorpos monoclonais para tratá-las. Inclusive, a residência médica abrange muitos outros conhecimentos, como o estudo e serviço na área de medicina transfusional, o ramo da medicina que investiga os aspectos da transfusão de sangue.

Conheça algumas instituições que oferecem o programa de residência médica na especialidade de Hematologia e Hemoterapia:

Agora que você já sabe mais sobre Hematologia e Hemoterapia, não deixe de conhecer os seletivos que oferecem vagas para a especialidade. Aqui no Estratégia MED, você fica por dentro de todas as novidades dos programas de Residência Médica, nos acompanhe nas nossas redes sociais e não perca nenhuma notícia! Clique no banner abaixo e venha estudar com a gente!

Veja também:

Curso Extensivo Residência Médica

Você pode gostar também