Divulgado novo edital para seleção de tutores médicos para o Programa Médicos Pelo Brasil

Divulgado novo edital para seleção de tutores médicos para o Programa Médicos Pelo Brasil

O Processo Seletivo será online e oferece 312 vagas para o cargo de Tutor Médico com remuneração de até R$ 23.870,00

O Ministério da Saúde, junto à Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps), publicou em 12 de setembro o novo edital para seleção de profissionais do Médicos Pelo Brasil, desta vez, focando nos Tutores Médicos. Serão oferecidas 312 vagas com salário de R$ 15.750,00, mais benefícios que podem elevar a remuneração de R$ 20.870,00 até R$ 23.870,00.

Segundo nota oficial da Casa Civil, trata-se do primeiro edital de 2022 para interessados em participar do Programa Médicos pelo Brasil, cujo processo seletivo está sob responsabilidade do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES). Você pode conferir o documento clicando no botão abaixo:

O que é o programa Médicos Pelo Brasil?

Em 18 de dezembro de 2019 foi sancionada a Lei nº 13.958 que instituiu o Programa Médicos pelo Brasil, substituto do Mais Médicos. O novo programa visa atender, por meio do SUS, as regiões mais vulneráveis do país, onde o atendimento é falho e há falta de profissionais. O Médicos Pelo Brasil dará a especialização necessária aos médicos aprovados, para eles conseguirem realizar, posteriormente, um atendimento de maior qualidade.

Logo quando foi lançado, em 2019, o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que já estavam preparando o Processo Seletivo e esperavam ter profissionais trabalhando em abril de 2020, porém, não foi isso que aconteceu. 

Apenas no final de 2021, no dia 31 de dezembro, que o primeiro edital para seleção de profissionais do Médicos Pelo Brasil foi publicado pelo Ministério da Saúde em conjunto à Adaps. A banca examinadora desse exame foi o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) e foram oferecidas mais de 4,5 mil vagas, distribuídas entre os médicos tutores e os de Medicina de Família e Comunidade.

Para saber mais sobre o Programa Médicos Pelo Brasil, benefícios do projeto e sua diferença em relação ao Mais Médicos, confira: De Mais Médicos a Médicos pelo Brasil: o que você precisa saber

Vale salientar que o Médicos Pelo Brasil e o Programa Mais Médicos para o Brasil (PMMB) não são o mesmo projeto. O PMMB se desenvolve nas linhas de provimento emergencial de médicos para atuação em Unidades de Atenção Básica à Saúde e é de responsabilidade do Programa Médicos pelo Brasil, este que visa atender, por meio do SUS, as regiões mais vulneráveis do país de forma periódica.

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre residência médica e revalidação de diplomas, além de materiais de estudo gratuitos e informações relevantes do mundo da Medicina.

Quem pode se inscrever?

O edital visa a contratação apenas de Tutores Médicos e se qualificam para o cargo aqueles com:

  • Diploma de graduação em Medicina;
  • Registro no Conselho Regional de Medicina; e
  • Certificado de conclusão de Residência em Medicina de Família e Comunidade ou Clínica Médica ou Título de Especialista em medicina de família e comunidade ou em clínica médica, emitidos pela AMB.

Os tutores poderão trabalhar em Localidades Remotas ou Urbanas e Intermediárias, ambas com carga horária semanal de 40h. Porém, aqueles que optarem por localidades remotas receberão também um incentivo mensal de R$ 3.000,00, o que elevará o salário previsto de R$ 20.870,00, para R$ 23.870,00. Com taxa de R$ 125,00, as inscrições acontecerão entre 12 de setembro e 3 de outubro de 2022, mesmo período em que os candidatos com deficiência poderão reservar o percentual de 5% das vagas existentes. A solicitação de isenção da taxa também pôde ser feita, porém o prazo já consta como encerrado.

Diferente do último edital do Processo Seletivo do Programa Médicos Pelo Brasil, divulgado em 31 de dezembro de 2021, o documento recém-divulgado não conta com vagas para médicos não especializados, recém-formados ou que buscam especialização em Medicina de Família e Comunidade por meio da Adaps no programa.

Porém, a previsão é de que o edital para médicos em MFC seja divulgado em breve, levando em consideração as diversas decisões que o Ministério da Saúde está tomando em relação ao programa, por exemplo, a chamada pública para adesão de munícipios. Os gestores poderão confirmar interesse nas vagas do programa até 15 de setembro e o resultado é esperado no dia 19. No total, poderão ser ofertadas até 2.069 vagas para MFC em 1.357 municípios de todos os estados do país, priorizando aqueles com maior vulnerabilidade e baixa quantidade de médicos.

Já no que diz respeito às vagas para Tutores Médicos, segundo o novo edital, os locais de lotação e atuação distribuídos nas localidades serão divulgadas nos chamamentos para ocupação de vagas, sendo o primeiro chamamento previsto para a data provável de 28 de outubro de 2022.

O processo seletivo

A seleção dos tutores se dará por meio de uma única etapa: Prova Objetiva, que será na modalidade online. A aplicação será no dia 9 de outubro de 2022 e terá duração de 3h30, das 14h às 17h30 – horário oficial de Brasília. Mais informações sobre a aplicação e instruções serão disponibilizadas posteriormente no site do IADES.

A prova objetiva será composta por 50 questões de múltipla escolha, com 5 alternativas cada e pontuação máxima de 100 pontos, sendo 40 pontos o mínimo exigido para que o candidato não seja desclassificado. As questões serão distribuídas da seguinte forma:

DisciplinaQuestõesPontos por QuestãoTotal de Pontos
Língua Portuguesa50,84
Conhecimentos do SUS151,624
Conhecimentos Específicos302,472

Para saber como funcionam as provas da área médicas aplicadas na modalidade online, confira esse texto do nosso Portal!

Você pode gostar também
edital uerj 2023 residência médica
Leia mais

UERJ divulga edital pró-residência em Medicina de Família e Comunidade 2023 com 38 vagas

O Programa Nacional de Apoio à Formação de Médicos Especialistas em Áreas Estratégicas (Pró-Residência) prevê a ampliação da oferta de bolsas de residência médica em especialidades e regiões prioritárias para o Sistema Único de Saúde (SUS), caso da Medicina de Família e Comunidade, que possui um seletivo extra na UERJ