Calendário Nacional de Vacinação: confira os documentos oficiais do Ministério da Saúde

Calendário Nacional de Vacinação: confira os documentos oficiais do Ministério da Saúde

Atualização mais recente traz a incorporação da vacina contra Covid-19 no calendário pediátrico

O Estratégia MED trouxe aqui os principais documentos e novidades sobre o Calendário Nacional de Vacinação. Confira os arquivos com os esquemas vacinais para os grupos definidos pelo Ministério da Saúde por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), bem como conheça as estratégias e campanhas de vacinação previstas para 2024 no Brasil. Siga no texto!

Calendários Vacinais

Delineado pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), o Calendário Nacional contempla, na rotina dos serviços, vacinas que protegem o indivíduo contra doenças imunopreveníveis, como a poliomielite, sarampo, rubéola, tétano, coqueluche, entre outras. 

O Calendário Nacional de Vacinação é projetado especialmente para atender às necessidades de diversos grupos da população e pode ser dividido em calendário da criança, calendário do adolescente, do adulto e do idoso, bem como calendário da gestante. 

Saiba mais sobre: ResuMED de imunizações: tipos, calendários, reações e mais!

Confira abaixo os documentos mais recentes disponíveis no site oficial do Ministério da Saúde.

Calendário pediátrico

Calendário do adolescente

Calendário do adulto e do idoso

Calendário da gestante

Vale lembrar que os calendários técnicos são destinados aos profissionais da saúde!

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre residência médica e revalidação de diplomas, além de materiais de estudo gratuitos e informações relevantes do mundo da Medicina.

Programa Nacional de Imunizações (PNI)

O Calendário Vacinal e a política de vacinação ficam sob responsabilidade do Programa Nacional de Imunizações (PNI), estabelecido em 1973 pelo Ministério da Saúde. 

Através do programa, são disponibilizadas, gratuitamente, 49 imunobiológicos, sendo 32 vacinas, 13 soros e 4 imunoglobulinas. A quantidade faz do Brasil um dos países que oferecem o maior número de vacinas à população. 

Vale lembrar que, dentre as vacinas, estão incluídas tanto as presentes no Calendário Nacional de Vacinação quanto as indicadas para grupos em condições clínicas específicas.

Campanhas de vacinação

Além do Calendário Nacional de Vacinação, o Ministério da Saúde promove o cronograma anual de campanhas de vacinação juntamente às Secretarias de Saúde dos estados, Distrito Federal e dos municípios. Essas campanhas têm como objetivo alcançar as altas coberturas vacinais esperadas, garantindo a proteção individual e coletiva contra diversas doenças.

No momento, ainda não há cronograma delimitado para 2024, mas algumas das estratégias sempre presentes são: 

  • Vacinação contra Influenza (gripe);
  • Multivacinação para atualização da Caderneta de Vacinação de crianças e adolescentes; e 
  • Vacinação contra a Covid-19.
Confira também o cronograma do ano passado, divulgado em 31 de janeiro de 2023: Saúde divulga calendário 2023 do Programa Nacional de Vacinação

Vacina contra a dengue

Além das estratégias já citadas, o Ministério da Saúde iniciou a campanha de vacinação contra a dengue em 2024, em que 3 milhões de pessoas serão vacinadas. Crianças e adolescentes terão prioridade no acesso à Qdenga, imunizante aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2023. 


A reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), que decidiu o cronograma de vacinação 2024, aconteceu no dia 25 de janeiro de 2024 e a campanha de vacinação contra a dengue teve início em fevereiro de 2024

Saiba mais sobre: Vacina contra a dengue é incluída no SUS pelo Ministério da Saúde

Vacinação contra a Covid-19 no calendário infantil

Uma das principais novidades a partir de 2024 é a incorporação da vacina contra a Covid-19, a Pfizer Baby, no calendário pediátrico de imunizações do PNI. De acordo com a Professora Helena Schetinger, especialista em Pediatria, a vacina deve ser aplicada aos 6, aos 7 e aos 9 meses de idade, totalizando três doses

Caso a imunização não seja realizada nessas idades, o esquema segue o mesmo, com a vacina sendo aplicada com quatro semanas de intervalo entre a primeira e a segunda dose e oito semanas entre a segunda e a terceira dose

A medida começou a valer a partir de 1º de janeiro de 2024 para crianças de seis meses a menores de cinco anos. 

Como o Calendário de Vacinação cai na prova

Confira na prática uma das questões aplicadas sobre Calendário de Vacinação nas provas de residência médica:

SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE SÃO PAULO – SMS-SP (2024)

Uma criança de 4 anos de idade foi levada à unidade básica de saúde para atualização da caderneta de saúde. De acordo com o Programa Nacional de Imunização (PNI), quais são as vacinas previstas para essa idade?

A) Hepatite A, varicela, DT, VOP

B) Febre amarela, varicela, DTP, VOP

C) Meningo ACWY, febre amarela, DT, VOP

D) Apenas as de campanha: VOP e influenza

E) Tríplice viral, DTP, varicela, febre amarela

Com o Banco de Questões do Estratégia MED, você poderá aproveitar todos os recursos disponíveis, incluindo mais de 500 questões sobre Calendário Vacinal e a resolução comentada da questão apresentada. Vem ser coruja!

Se você quer ficar por dentro de mais conteúdos relevantes sobre a área médica, continue acompanhando o material preparado pelo Portal de Notícias do Estratégia MED. Aqui, você encontrará informações atualizadas sobre residências, carreira médica e muito mais.

Banner CTA EMED
Você pode gostar também