Gestação Pré-termo: o que é, riscos e muito mais!

Gestação Pré-termo: o que é, riscos e muito mais!

Quer saber o que é gestação pré-termo? O Estratégia MED separou para você as principais informações sobre o assunto. 

O que é gestação pré-termo?

A gestação é medida em semanas que começam a ser contabilizadas a partir do primeiro dia da última menstruação (DUM). Como a duração esperada de uma gravidez costuma ser de 40 semanas, o termo gestacional é o período entre a 37a e a 42a semana de gestação. 

a gestação pré-termo é aquela que antecede o termo gestacional, ou seja, compreende o período entre a DUM e o final da 36a semana de gestação. Existe também a gestação pós-termo, que excede as 42 semanas completas do termo gestacional. 

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre residência médica e revalidação de diplomas, além de materiais de estudo gratuitos e informações relevantes do mundo da Medicina.

Quais os fatores de risco para parto pré-termo?

O parto pré-termo ou prematuro é aquele que ocorre após 20 semanas de gestação, mas antes das 37 semanas. A classificação do feto como prematuro independe do peso da criança ao nascer.

Os fatores de risco para o parto pré-termo são diversos e podem ser classificados em: fatores da paciente, fatores do histórico gestacional e fatores dos riscos da gestação atual.

Fatores da paciente

Entre os principais fatores da paciente, podemos citar alguns:

  1. Infecções do trato genital e infecções sistêmicas, tais como vaginose bacteriana, pielonefrite e apendicite;
  2. Doença  periodontal;
  3. Comprimento do colo uterino;
  4. Histórico de cirurgia no colo do útero;
  5. Anormalidades congênitas do útero, como útero septado e útero bicorno;
  6. Tabagismo, etilismo ou abuso de outras substâncias;
  7. Baixo peso pré-gestacional;
  8. Determinantes sociais, como renda, escolaridade, acesso ao pré-natal, entre outros.

Fatores do histórico gestacional

Quanto à história gestacional, o principal fator de risco é a existência de parto prematuro anterior. Nesses casos, o risco de a paciente ter outro parto pré-termo é 1,5 a 2 vezes maior, se comparado à população em geral.

Importante observar que, se o parto prematuro anterior ocorreu em gestação gemelar, o risco é aumentado caso tenha ocorrido antes das 34 semanas de gestação e não antes das 37 semanas, como nas gestações únicas.

Existem ainda dois outros fatores relacionados à história gestacional: a natimortalidade anterior e a gravidez interrompida no primeiro e no segundo trimestre.

Fatores dos riscos da gestação atual

Por fim, os riscos da gestação atual são:

  1. Método de concepção: na reprodução assistida, o risco de um parto pré-termo é aproximadamente duas vezes maior do que em gestações únicas;
  2. Sangramento vaginal após o primeiro trimestre;
  3. Gestação múltipla.

Quais as características de um bebê pré-termo?

No Brasil, aproximadamente 12% dos nascimentos são pré-termo e, por isso, para oferecer o melhor cuidado à criança é fundamental conhecer as principais características de um recém-nascido prematuro e os riscos a que ele está sujeito.

Um médico precisa estar atento principalmente à imaturidade dos sistemas do recém-nascido pré-termo. O nível de imaturidade depende da semana da gestação em que o parto ocorreu.

Outra característica muito preocupante é o nascimento com menos de 1500g, uma vez que realizar a recuperação nutricional dessa criança após o parto é extremamente desafiador, devido à fragilidade e imaturidade global do recém-nascido. 

Perigos do parto pré-termo

Antes de falar sobre os perigos do parto pré-termo, é relevante classificar os recém-nascidos em alguns grupos de acordo com os critérios de idade gestacional e peso do recém-nascido.

Em relação à idade gestacional, os pré-termo extremos são aqueles cuja idade gestacional é inferior a 28 semanas. Já os pré-termo tardios são aqueles que nascem entre a 34a e o último dia antes de completar 37 semanas.

Quanto ao peso, crianças que nascem entre 1500g e 2500g são consideradas de baixo peso. Já aquelas entre 1000g e 1500g são classificadas como muito baixo peso e, por fim, como extremo baixo peso, quando os recém-nascidos têm menos de 1000g.

Os cuidados variam em relação à classificação do bebê no momento do nascimento; entretanto, podemos citar como principais os seguintes pontos de atenção:

Regulação térmica

Bebês prematuros têm maior dificuldade para controlar a temperatura corporal, devido a vários fatores como pele menos desenvolvida e menor quantidade de gordura marrom. Uma forma de manter a temperatura corpórea desses recém-nascidos no nível adequado é com o uso de incubadoras.

Regulação Metabólica

Podemos citar como principais riscos metabólicos a desregulação de glicose e de água. Quanto à glicose, os bebês pré-termo podem desenvolver hipoglicemia por diversas causas, como distúrbios respiratórios, menor reserva de glicogênio e infecções. 

Por isso, a aferição regular da glicemia dos bebês desde seu nascimento pode ser necessária, uma vez que a hipoglicemia pode ser assintomática em um primeiro momento. Introduzir o leite materno precocemente  e fornecer glicose por nutrição parental, quando necessário, são medidas que devem ser tomadas para prevenir a hipoglicemia. 

Já a desregulação da água acontece porque os bebês pré-termo perdem uma grande quantidade dela pela pele, devido a sua imaturidade. Essa perda pode causar desidratação, hiperglicemia e elevados níveis de sódio no sangue. Como medidas profiláticas, pode ser recomendado que o bebê esteja em um ambiente de alta umidificação e envolvido em plástico.

Sistema Respiratório

Problemas no sistema respiratório são uma das principais causas de morbimortalidade de recém-nascidos prematuros. Assim, o médico deve  estar sempre atento à frequência respiratória do bebê, à retração de caixa torácica, ao batimento de asa de nariz, à cianose e aos ruídos respiratórios anormais

Gostou do conteúdo trazido pelo Estratégia MED? Então acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro das últimas informações sobre os seletivos de Residência Médica no Brasil. Além disso, não deixe de conhecer o nosso Banco de Questões MED! 

Banco de questões de residência médica Estratégia Med

Veja também:

Você pode gostar também